Você provavelmente já ouviu falar desse termo antes, mas por acaso sabe de onde ele veio e o que significa? Não sabe? Fica tranquilo que a Eumeca de explica.

As 3 primeiras revoluções foram responsáveis pela integração das máquinas a vapor, pelo surgimento da linha de produção e a utilização do toyotismo. Dessa forma, geraram grandes transformações no jeito de fabricar produtos, comercializar mercadorias e trabalhar na indústria.

Gráfico com as 4 grandes revoluções nos meios de produção.
avozregional.com.br

Atualmente estamos vivendo a Quarta Revolução Industrial, ou Indústria 4.0. Esse termo surgiu na Feira de Hannover em 2011, e já em 2013 ele foi publicado e definido. De acordo com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial “A quarta revolução industrial, que terá um impacto mais profundo e exponencial, se caracteriza, por um conjunto de tecnologias que permitem a fusão do mundo físico, digital e biológico”.

Mas quais são essas tecnologias? Como elas geram esse impacto dentro e fora da indústria?

Uma dos pilares transformadores é a Internet das Coisas (IoT), que significa a conexão de rede entre máquinas, ambientes e equipamentos. Ou seja, não é só o computador que está conectado a rede na fábrica, mas todo o maquinário, permitindo a troca de dados, tomada de decisão pelos próprios aparelhos e uma descentralização do controle dos processos produtivos, através de valores coletados por sensores e sistemas de visão.

Imagem ilustrando a comunicações
ariquemesonline.com.br

Outra conceito que está inserido na Indústria 4.0 é a inteligência artificial. Ela trabalha em conjunto com a IoT para melhorar a agilidade da indústria. Tarefas como controle de estoque, segurança e monitoramento, afinal, uma IA nada mais é que “dispositivos que simulem a capacidade humana de raciocinar, perceber, tomar decisões e resolver problemas, enfim, a capacidade de ser inteligente” (Douglas Ciriaco, Tecmundo).

Por fim, dentre tantas outras modernidades envolvidas nessa revolução, vale comentar a respeito da impressão 3D, a qual é uma forma de produção que tem mudado a fabricação de peças dentro das empresas. Diferente da manufatura tradicional, em que se retira material para dar forma a um projeto, a impressão 3D é uma forma de manufatura aditiva, ou seja, a peça vai sendo construída por camadas e ganhando diretamente a sua forma final.

betaeq.com.br

Essas e outras tecnologias estão cada vez mais presentes nas indústrias brasileiras, podendo gerar R$ 34 Bilhões/ano de ganho em eficiência de produção, segundo a  Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial. No entanto, grande parte das fábricas nacionais ainda estão se adaptando a terceira revolução industrial e podem demorar para implementar a Indústria 4.0.

Quer saber mais sobre a indústria 4.0 ou implementar algum dos seus conceitos na sua empresa? Conte com a Eumeca para fazer isso acontecer!

Referencias: industria40.gov.br; citisystems.com.br; blog.hdstore.com.br;
prodwin.com.br; sebrae.com.br; totvs.com; tecmundo.com.br;

Publicado por Eumeca Jr. Engenharia Mecatrônica

Empresa júnior de engenharia mecatrônica, localizada no IFSC - Campus Florianópolis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s